quinta-feira, 9 de agosto de 2012

(Season 1) Cap. 05 - Everyone - Finale


(AVISO: Desde o início da história eu disse que a cada capítulo eu incluiria alguns assuntos e cenas que não são próprios para menores de 18 anos. Não estão proibidos, mas estão avisados. A história é publicada sem intensões, somente por diversão, MAS é melhor me precaver. Espero que gostem!)
(WARNING: Since the beginning of story I said that each chapter I would incluse some subjects and scenes not suitable for under 18. Are not prohibited but are warned. The story is published with no intentions, just for fun, BUT it’s better to avoid me. Enjoy!)


 “Não adianta tentar imaginar onde isso vai dar ou acabar. Já decidi o que vou fazer, vou ficar sentada aqui até que todos eles estejam velhos e com Alzheimer o suficiente pra não lembrar do que fiz ou, se quer o meu nome. Talvez funcione.”



Kitty havia apertado o play do controle remoto pela quinta vez, assistia repetitivamente um de seus filmes antigos favoritos que encontrou jogado na bagunça do quarto. O DVD foi um presente de Simon, mas ela não se lembrava desse fato e por isso havia tocado no mesmo, se lembrasse teria o jogado fora junto a todas as outras coisas similares que encontrou durante o ataque de fúria que teve a tarde.




Sua maquiagem estava velha, gasta e um tanto borrada, o que denunciou um possível choro para o homem que caminhou pela sala e juntou-se a ela no sofá com um suspiro.
Kitty mostrou-se incomodada, virou o rosto e se afastou o quanto pode. Odiava estar em estado melancólico perto de outras pessoas, até mesmo de seu pai.




- Você não esqueceu de que é uma princesa, não é? – Perguntou seu pai, Peter, enquanto curvava um dos braços para trazer a filha para perto de si novamente.
- E no que isso influencia?
- Princesas não colocam fogo nas coisas.
- Se eu sou uma significa que colocam sim. Aquelas coisas estavam me irritando, pai.
- Se eu encontro o Si... – Peter foi cortado por um semi berro de Kitty que repreendeu a pronuncia do nome do ex-namorado. – Eu vou pedabundear aquele garoto que ousou magoar minha princesinha. Ok? – Finalizou.



- Pedabundear? – Kitty riu. Peter havia atingido seu objetivo ao utilizar a possível gíria idosa.

- É, dar um trato nesse biltre sacripantas para que fique espeto.

- Pai, na verdade eu terminei. O problema não é esse, ok? Pare de tentar deduzir as coisas.

- Não!? E qual é então? Porque esconde as coisas de seu mais velho companheiro?





- Sinceramente pai, você não precisa saber de algumas coisas. Acho que deixaria de me chamar de princesa assim que ouvisse a última palavra.


- Ei, o que é isso, Kitty Cat? O que anda fazendo por ai, mocinha?  Espero que eu não venha a me decepcionar com você, sério. – Peter nunca era rude com Kitty. Apesar de sua aparência brutal causada pelos músculos que havia adquirido na academia, onde passava a maior parte de seus dias, era o homem mais gentil que Kitty conhecia.
- Nada que deva se preocupar, pai. Quer dizer, isso se ter uma filha idiota não for algo preocupante, claro.
- Significa que você está arrependida?


- Claro... Que não.  – Kitty havia hesitado na resposta por não ter pensado nisso antes. O ódio que sentia de tudo e todos que estavam a sua volta poderia ser o resultado de sua resistência a ideia de ainda se flagrar lembrando dos acontecimentos da vida normal que vivia ao lado de Simon. Mas valia muito a pena visar o fato de que havia terminado por não aguentar mais o ciúme doente do mesmo. 



- Acho que agir assim não combina com você, filha. Eu não esperava te encontrar nessa fossa conhecendo a personalidade que tem. – Peter foi direto e fatal.

Kitty quis explicar seus motivos por um momento, mas na medida em que foi lembrando de tudo que havia acontecido... Desistiu.


Peter deixou a sala, o que a fez voltar a atenção para a TV. Perdeu grande parte do filme e ao perceber que, mesmo assim, a cena romântica que via anteriormente ainda acontecia, concluiu que aquilo poderia parecer idiota em alguns aspectos. Anotou "Jogar esse dvd no lixo também" mentalmente enquanto se levantava, quase derrubando o enorme pote de sorvete que a acompanhou enquanto esteve ali.


Seu quarto havia perdido a graça. Estava mais escuro e com menos estilo desde que retirou todas as fotos que antes ali estavam. Era estranho mudar, grande parte de Kitty optava por continuar no passado, ele parecia mais agradável.


Mas era tarde demais para sentir pena de si mesma e dos outros. O número de mensagens de Rupert – que fazia parte da nova etapa de sua vida que, se pudesse, eliminaria – aumentava a cada hora. Ela não podia acreditar no quão insistente ele havia se mostrado desde então. Sempre apreensivo na forma de implorar por uma segunda chance, mostrava-se também bem arrependido.



“Difícil é encarar que não sou tão esperta quanto pensava. Vadias e idiotas bem embaixo do meu nariz e eu confiando neles. Essa sensação de abandono é bem irritante.”



Kitty não estava sozinha no quesito de solidão e “fossa” – como foi citado por Peter – Ingrid não tinha motivos concretos para estar tão chateada, mas estava. Não sentia vontade de sair e sentia falta de sua mãe que não via a alguns dias, esta estava a procura de Aron que foi dado como desaparecido após o décimo quinto dia.
Até para usar o computador, optava por permanecer na cozinha. Julgava que este era o lugar menos vazio da casa. O segundo andar parecia assombrado.



“Mas que merda é essa? Não. Definitivamente não adianta. Já estou na última página de vídeos do melhor site e nada me interessou o suficiente? Então é isso que o sexo causa? Desinteresse pelo o que não é real? Droga... Acho que me ferrei.”



Ingrid já estava ficando sem paciência do outro lado da conexão que estabelecia com Chazz via internet, havia feito uma pergunta a vários longos minutos que, só depois de folhear todas as alternativas de um de seus sites favoritos, ele se deu conta que deveria responder antes que tivesse um membro cortado virtualmente.
Confirmou a ida a tal festa na qual ela o convidou para fazer media e não apanhar posteriormente.



“Que eu era visto como otário eu já sabia, ando procurando alternativas pra tentar mudar isso, mas nada acontece. O que me ajudava a passar por cima disso era ter os outros três quando precisava. Quem diria, não? Atualmente eu acho que só tenho a mim mesmo e isso não soa tão ruim quanto parecia. Talvez eu até me acostume.”




Chaaz fora convidado por Ingrid que, diabolicamente, convidou Simon antes e, por isso, ele já estava pronto. Após levantar da cama, na qual estava sentado para calçar os sapatos, seguiu para o banheiro.




Ao retirar um pequeno pacote plástico do bolso, lembrou-se de algo que acabou sendo considerado como bom: Helena. Não tinha nenhuma espécie de intenção com ela, mas deixou de se arrepender por Kitty quando soube do que houve com Chaaz, fora que não era sempre que uma garota no nível dela topava algo tão casual e ainda deixava “presentes”.



Massageou a substancia que retirou do plástico na parte interior da bochecha. Tentou resistir a isso, mas precisa de algo para animá-lo a ir para a tal festa sem descrição. Quando estava envolto aos efeitos não conseguia ver motivos para não fazer qualquer coisa que antes pareciam impossíveis. O que é bem normal.


Ou o mundo era pequeno demais para os quatro, ou isso tudo não passava de uma espécie de armadilhas, pois no exato momento em que os outros três se aprontavam Kitty estava chegando a tal festa, espreitando-se entre os outros presentes que a notaram com certo ar de indiferença – nada comparado ao dela sobre os mesmos, claro – Decidiu que esperaria Rupert em um lugar seguro e quieto.



Não estava em clima de festas, se perguntava se algum dia isso foi realmente divertido. Descansou o corpo já cansado em uma parede suja do estacionamento que, atualmente, parecia uma boate gótica ou algo do tipo. Por toda a ansiedade de Rupert ao telefone, imaginou que o encontraria na porta a sua espera, segurando o buquê e um cartaz com “Case-se comigo, Marilyn” escrito, mas se enganou.


- Já fiz a minha parte. – Disse para si mesma antes de decidir que sairia dali. Valia a pena desperdiçar todo o tempo que gastou se arrumando a troco de estar longe dos olhares daquela gente que julgou como “esquisita”.


- Nem ouse, Simon! Convidei ele também e foda-se pra vocês dois e essa briga estúpida, ok?
- Relaxa Ingrid. Eu imaginei que faria isso, é a sua cara. Você não tem noção das coisas mesmo, não é?
- É, não tenho. Agora um passo para trás, por favor.
Como já era de se imaginar, Simon franziu a expressão de todas as formas que pode ao encontrá-los, apesar de já imaginar que isso aconteceria. Ingrid não estava do lado de Chaaz – Que se escondia como uma criança atrás de seu corpo - Na verdade não estava em nenhum dos lados por fim, mas precisava defendê-lo.


Rupert realmente estava atrasado. Chegava a estar ofegante por ter corrido e se perdido entre o acúmulo de pessoas que surgiram repentinamente no estacionamento, depois de se perguntar o que as levava a isso, ergueu o corpo e estirou-se a procura de algum cabelo descolorido e lábios vermelhos, mas não encontrou nada parecido.


Assim que atravessou a rua, Kitty sentiu um calafrio em suas pernas. Por hora não soube identificar motivos, mas ao olhar pelo canto dos olhos percebeu que duas figuras a observavam de forma estranha do outro lado. Decidiu continuar andando no mesmo ritmo para que não percebessem que estava aflita.

- Ei! – Tarde demais, uma voz masculina ecoou e a fez acelerar os passos automaticamente dessa vez.


Sendo chamada pela sétima ou oitava vez em tom sequencial, obrigou-se a parar. Girou o corpo e encontrou dois pares de olhos fundos acompanhados de peles brancas o suficiente para mostrar deixar os ossos marcados.

- Onde vai? – A figura masculina havia feito a pergunta, seu tom parecia sóbrio, mas Kitty podia sentir que isso poderia não terminar bem, sendo conhecedora de pessoas do tipo.
- Pra casa? – Soltou em tom sarcástico incontrolável.
- Estávamos esperando por alguém com uma encomenda, mas parece que fomos enganados. Você tem algo aí? – Dessa vez a voz era feminina. A dona desta possuía cabelos loiros bonitos a ponto de esconder sua expressão desgastada por provável uso de drogas. Kitty deduziu que fossem irmãos, eram parecidos em vários aspectos, mas também deduziu que não era hora para pensar nisso.


- Você não é o tipo de gente que frequenta esse lugar. Está vendendo alguma coisa?
- Não, eu... Não tenho nada. – Kitty negou balançando os braços de forma nervosa.
- Ah, vamos lá! É claro que tem! – Ele teimou – Olha só Honora, acho que ela está com medo de nós, e você?
- Tenho certeza. Calma boneca, basta você nós passar o que tem aí e já vai poder ir pra casa. Que tal?


- Exato. Ou, sei lá... Vamos ter que pegar a força, a situação está um pouco tensa por aqui, sabe?

Kitty revirou os olhos pela ameaça, da forma mais antipática que pode. Foi inevitável mesmo que esta soubesse que não seria uma boa ideia provocar um dos dois, mas as vezes era impossível controlar certas reações.

- É mesmo? Você e que exército, seu bosta? – Ao parecer, era difícil controlar palavras também.


Ambos permaneceram em silêncio após a pergunta, com expressões neutras que a encaravam como se tentassem enxergar sua alma ou algo do tipo. Kitty deu de ombros e voltou a caminhar por onde estava ainda desconfiada.




Não é possível dizer que algo a impedindo de forma bem brutal era inesperado, afinal ela temia sim que isso acontecesse. A esse ponto ainda estava relutante a situação, sentindo-se superior, mas começava a sentir suas pernas bambas.




- E você acha que preciso de um exército pra quebrar uma boneca de porcelana fresca e vagabunda como você? – Kitty ouviu a frase ao pé do ouvido, mas não pode responder. Sua boca estava interditada pela mão pálida e esquelética que pressionava seu maxilar. Arregalou os olhos e buscou apoio em um dos braços que estava solto.



A sua sorte estava a espreita da grade do estacionamento observando os movimentos que ali aconteciam. Bruno – o fotógrafo – estava na tal festa e ao ouvir a voz de Kitty um pouco exaltada, decidiu conferir.  Aguardava por um momento em que seria necessário pedir ajuda, sozinho ele não poderia ajudar muito, mas se fosse preciso, tentaria.


O corpo de Kitty foi facilmente girado e pressionado contra o de quem o movia. Concluiu com exatidão que estava em apuros após sentir mãos em lugares não apropriados. Sentiu vontade de arrancar as unhas da mão que a tocavam, mas valentia não era força.



- Ei! – Exclamou uma vez ao perceber um movimento mais estranho que o anterior – Ei, ei, ei! O que você está fazendo seu doente!? – Disparou após receber um lambida irônica no rosto que foi dada apenas pra provar a ela que poderia fazer o que quiser, por mais metida que Kitty fosse.
- Da próxima vez você vai saber que é melhor ficar calada e entregar o que tem. Quanta inexperiência a sua, boneca.



- Eu me largaria se fosse você! – Blefou uma ameaça desesperada – Vamos lá, pela sua cara nem de mulher você gosta!

Ele não parecia estar escutando os atrevimentos de Kitty. Sua única reação foi apertar um pouco mais a mão que estava em seu pescoço para que ela parasse de se mover contra seu corpo.

- Que nojo... Olha, vai procurar um homem pra você lamber, ok? Me solta!


As últimas palavras de Kitty foram cortadas por um forte impulso que sentiu, era um tapa de mão bem aberta que havia acabado de receber para que calasse a boca. Um suspiro de susto foi o que conseguiu, como a força vinha de um homem – covarde em si – seu corpo foi arremessado ao chão.


- O que...? – Perguntou a si mesma incrédula, enquanto levava uma das mãos a bochecha vermelha e dolorida assim como todas as outras articulações por estarem trêmulas de susto.
Os outros olharam-se e afirmaram algo com um sinal, balançando a cabeça positivamente.


Bruno soltou um suspiro imediato de susto e congelou uma expressão de desespero enquanto se preparava para correr e fazer algo. Ver Kitty jogada ao chão, juntamente a seus acessórios – como óculos e chapéu – que foram arremessados, o fez imaginar que algo ruim estava por vir, a fitou por alguns minutos para se certificar de que teria tempo, mas percebeu que estava era se atrasando por apavoramento confuso.


Enquanto esteve na festa, obervou Simon, Chaaz e Ingrid próximos a saída, escorados em caixotes velhos do supermercado. Implorou mentalmente para que ainda estivessem lá enquanto corria.
Quando a isso ele não precisava se preocupar, ainda estavam lá como estátuas, entediados pela situação tensa entre Chaaz e Simon.



- Kitty está com problemas. – Pronunciou-se antes mesmo de chegar, já voltando a atenção para trás procurando um ângulo em que pudesse vê-la. Os outros se atentaram, mas não captaram as palavras rapidamente.
- O que foi que você disse aí? 
- Kitty! Vocês precisam ajudá-la, se eu aparecer lá vou apanhar junto!



- Apanhar? – Os três perguntaram em coro com tons diferentes. Simon era hesitante, quase não foi possível ouvi-lo, Chaaz era falsamente frígido, perguntou normalmente por medo de demonstrar interesse demais, e Ingrid era cômica, não sorriu ou riu, mas achou engraçado.


- Sim! Na saída! Uma mulher e um cara estão batendo nela!
- Você tomou o que, Bruno? Tem certeza disso? – Perguntou Simon que tentava organizar a frase anterior mentalmente. Parecia estranho ouvir que Kitty estava apanhando de alguém.
- Ajude ela, Simon. Por favor. – Pronunciou-se um pouco mais calmo desta vez.
- Onde? – Ingrid perguntou ansiosa por não receber explicações rápidas.
- Lá trás, na saída do estacionamento!


Chaaz avançou o passo contra Ingrid que o impedia, esta esboçou surpresa por ainda não acreditar nas palavras de Bruno.

- Você vai até lá?
- Sim. Não vejo motivos para duvidar dele. Porque mentiria?


- Espero que não esteja mesmo. – Simon entrou imediatamente na conversa depois de pensar um pouco sobre seu orgulho sendo destruído.
- Não é mentira, Simon.




Enquanto discutiam, alguém antes atrasado agora chegava primeiro. Rupert encontrou Kitty ainda ao chão e impediu que tocassem nela com um grito rígido que chegou a assustar todos envolvidos.



- Mas o que está acontecendo aqui, Brad?

- Rupert... – Amargurou a presença do amigo.

- Oh, olá Rupert! Não estou entendendo o motivo dessa gritaria. – Horona, a mulher da dupla de meliantes, perguntou. Qualquer um que escutasse a conversa deduziria automaticamente que os três se conheciam muito bem.


- O que fizeram com ela, seus inúteis? – Rupert avançava com uma das mãos estendidas, querendo chegar até Kitty jogada ao chão, ainda tentando se reestruturar. Sua voz falhava entre uma palavra e outra e seu tom era baixo como o de quem precisava esconder o que estava acontecendo, parecia estar realmente aflito ou até mesmo apavorado. 



Rupert só desmontou sua posição contra os dois quando sentiu o corpo de Kitty se apertando ao seu, estava realmente assustada, nada muito grave a ocorreu, mas era inesperado. Ainda tentava se recuperar do susto e vê-lo foi um alívio. Rupert fechou os olhos e respirou fundo, imaginando o que estava por vir.

- Humm! Acho que já peguei o que está acontecendo aqui! – Debochou Honora que olhou com malícia para o abraço de Kitty em Rupert.


Brad iniciou uma serie de gargalhadas que pausava tentando dizer alguma coisa, mas voltava a rir assim que olhava pra Rupert o encarando por trás do abraço com a cara mais fechada que tinha.

- Quer dizer então... – Riu por mais alguns instantes até se controlar e recuperar o ar – Quer dizer que você está comendo então? Ah Rupert! Você me mata de rir, cara. Aliás, onde esteve? Estamos te esperando a horas, desgraçado.


Os olhos de Kitty já não eram pequenos em sua expressão natural, quando os arregalava pareciam um par de pedras azuis, contornados com toda aquela maquiagem semi borrada, julgavam as últimas frases que ouvira. De fato Rupert escondia algo, sua aparência não condizia com a situação em que viva, suas verdades pareciam destorcidas e sua violência era definitivamente desconfiável.

- Ela não sabe de nada, não é? – Brad havia perdido todo o humor contido em seu timbre anteriormente.


Ela se soltou do abraço de forma espontânea e rude, livrou-se dos braços de Rupert que tentou por alguns segundos segurá-la e continuou se afastando enquanto cogitava quem ele realmente era. Estava começando a ficar realmente assustada naquela noite.



Não conseguiu organizar forças para ficar de pé e pensar em tudo aquilo ao mesmo tempo. Desequilibrou-se e acabou ao chão novamente.Rupert, Brad e Honora pareciam se conhecer muito bem, era possível perceber o tipo de gente com quem esteve.

- O que foi, Rupert? Perdeu a voz? – O humor de Brad havia voltado, não resistia em tirar sarro da situação em que se considerada aprendiz de Rupert.

Tudo já estava entregue, não havia mais o que fazer para que Kitty mudasse a impressão que teve. Na verdade, nunca ouve. Rupert esteve envolvido em diversos atos de abuso por saber que é muito simples tirar drogas de uma “garota riquinha” nesse tipo de festa, mas não esperava que fosse se envolver com uma delas, muito menos que esta seria vítima de seus próprios aliados.



- Você... Rupert, você... – As primeiras palavras saíram, mas não completaram coerência em uma frase. Uma serie de memórias apunhalaram o orgulho de Kitty que percebeu o quão estúpida foi. Bruno chegou a lhe dar um aviso que não foi nem cogitado e todas as dúvidas que teve na noite em que esteve com Rupert, estavam claramente resolvidas.


Sua linha de pensamento foi cortada assim que sentiu seu penteado sendo desfeito por dedos que adentraram seu cabelo, os puxaram com força o suficiente para fazê-la solta um suspiro alto de susto acompanhado de um grito.

- O que foi, boneca? Ficou tão assustada assim, é? Que eu me lembre, o Rupert é bom no que faz.
- Me solta!


-Mas o que!? Tira a mão dela, Honora! – Rupert avançou com a intenção de impedir que ela a tocasse, mas Brad interferiu, já posicionando o braço para o que fosse preciso. Sempre esteve na sombra de Rupert, mas o momento era propício para chantagea-lo como sempre quis. 


- Ôh vagabunda, sinto muito, mas se for pra alguém arrancar esse cabelo oxigenado, vai ter que ser eu. – Não demorou até os outros “salvadores” aparecerem e é claro que essa frase vinha de Ingrid, parada atrás de Honora com os braços cruzados e um sorriso.



- Sabia! – Simon surgiu de um dos lados e a primeira figura que viu, era o que esperava. Já sabia que Rupert cheirava a problemas e não hesitou em girá-lo com uma das mãos já encaixando o punho em sua mandíbula.  Brad arregalou os olhos desentendidos e depois de se assustar, sorriu.



- E quem diabos é você? – Perguntou Honora com uma das mãos vetada por Ingrid.
- Antes de responder suas perguntas, quero saber o que está acontecendo aqui. Quem você acha que é pra sair puxando o cabelo dos outros por aí, hein?
- Me solta... Ficou maluca, é? 
- Maluca está você com esses olhos fundos aí. Conheço o seu tipo e é melhor cair fora, estamos em maior número. – A capacidade de intimidação e blefe de Ingrid era digna de elogios, por mais que estivesse com problemas, sempre contornava a situação da forma mais superior que podia.



Chaaz também apareceu, mas ciente de que não havia capacidade física para amedrontar alguém – não que Ingrid tivesse, mas isso não importava pra ela – decidiu ajudar Kitty, ainda jogada ao chão resmungando algumas palavras.
No mesmo instante em que a tocou, sentiu o olhar de Simon que se distraiu imediatamente. Jamais pensou que se sentiria incomodado por ver seu melhor amigo tocando Kitty, mas as coisas haviam mudado, sua mente se inundou de cenas indesejáveis que, infelizmente, imaginou.



Rupert já estava saturado. Aos dois encontros que teve com Simon sentiu-se humilhado por golpes inesperados que quase deslocaram sua mandíbula, uniu isso a raiva de ter tido sua “identidade” revelada e depositou seu punho no tórax de Simon que arfou por dor e susto, estando imerso a sua imaginação pobre.


Não satisfeito e em vantagem por ter inserido bastante força nos primeiros, o derrubou ao chão e iniciou uma sequencia de golpes que eram inevitáveis para Simon que mal conseguiu se mover apesar de ainda relutante o suficiente para tentar chutá-lo, mas Rupert estava determinado a acabar com essa história ali mesmo.


Kitty esquivou-se das pernas de ambos que quase a derrubaram e colocou uma expressão súbita de desespero, não havia muito a se fazer a não ser pedir para que parassem e mesmo assim era inútil.
  

Se algo que Chaaz falasse com frequência era realmente um fato, seria a citação de que o ele mesmo nunca faz algo certo. E em uma situação crítica como essa, não seria diferente.
Ao ver que Simon apanharia até perder, pelo menos, vinte de seus trinta e dois dentes, decidiu que deveria fazer algo. Kitty estava perplexa e imobilizada, Ingrid apanharia da outra garota se a soltasse, e foi assim que procurou algo material para ajudá-lo e encontrou: Uma garrafa de vidro.


O barulho causado pela garrafa que Chaaz quebrou nas proximidades da testa de Rubert isolou qualquer outro ruído da rua por alguns segundos.  Os cacos de vidro ficaram espalhados pelo asfalto onde os que antes estavam travados em uma posição, caíram. Rupert levou a mão ao local da batida e não pode mais levantar a cabeça. Obviamente, sua visão escureceu.


Se não fossem espertos, Brad e Honora já estariam atrás das grades e longa data e por isso dispararam em uma corrida depois de se olharem e concordarem que aquilo poderia rechear as fichas criminais.


Os outros só puderam ver o estrago, quando Rupert se deu por vencido e caiu aos pés de Chaaz, literalmente. Ele pode sentir que em alguns minutos, o sangue que escorria da ferida poderia penetrar o tecido de seu tênis e chegar a seus pés, foi tudo que conseguiu pensar depois de seu maior ato impulsivo de todos os tempos. Sentiu herói por alguns segundos, só por alguns segundos.


- Ok, isso foi o suficiente. Eu vou até lá.
- Obrigada... Eu já estava ficando desesperada lá dentro. Sabia que isso não terminaria bem desde que vi a mocinha levando um tapa... Que horror.

Um diálogo acontecia em um canto escuro da porta do supermercado, onde uma das funcionárias e um segurança planejavam denunciar o que estava acontecendo ali cedo ou tarde.


- Você se lembra de tudo que viu? Dependendo do que estiver acontecendo o caso pode ser relativamente grave.
- Eu acho que sim... Eu saí por uns segundos pra te chamar e quando voltei o rapaz loiro estava caído no chão, não sei quem quebrou a garrafa nele.
- Ok, vou te levar junto para depor, tudo bem?
- Tudo bem... Faria qualquer coisa para perder um turno noturno.


E como dito, a atendente de caixa declarou o que viu com alguns exageros aos policiais. Não demorou até que a oficial os mandasse para as celas de emergência enquanto alertava os responsáveis sobre o ocorrido. A primeira a chegar foi a mãe de Simon, que se sentou para assegurar de não cair após saber o que seu filho havia feito dessa vez, a segunda foi a mãe de Chaaz, que poupou seu tempo e colocou  somente um delicado roupão com estampa de coelhos para ir até a delegacia




- Cadê o meu bebê? – A voz Martha poderia soar muito intimidadora, caso ela não estivesse com as vestimentas citadas e principalmente se não tivesse utilizado o apelido carinhoso de Chaaz. O policial a suas costas lutava arduamente para segurar o riso.
- E qual dos marginais seria o seu bebê, minha senhora?
- O garotinho de óculos. Ele não é marginal. 
- Sente-se primeiro, senhora, sente-se.




Martha não negou por saber que seria a única forma de saber o que estava acontecendo ali. A oficial começou seu discurso com todo o sacarmos que pode, informando em detalhes o que a atendente de caixa havia declaro sobre o que viu no estacionamento: Uma serie de exageros.
Kitty foi dada como violentada por ela, foi levada para fazer exames não especificados para comprovar a acusação. A mulher chegou a derramar lágrimas de exagero enquanto narrava a briga. Ao menos havia citado que dois deles não estavam ali, o que fez a delegada, já saturada, decidir que ficariam presos por uma noite, por mal comportamento nas ruas – caso Kitty não apresentasse sinais graves –




- Graças a Deus. – Foi o que Lilian conseguiu dizer depois de ouvir “Ficaram aqui até o amanhecer”, pensou que seria bem pior. Levantou-se.

Martha sorriu de alívio, deduziu sozinha que Chaaz só esteve envolvido para proteger a namorada. Sim, para ela Kitty e Chaaz namoravam desde que os viu no quarto




A oficial estampou um sorriso vitorioso no rosto que fez Lilian sentir um calafrio. Colocou-se a frente de ambas e balançou a cabeça negativamente.

- Infelizmente isso não é tudo para você, senhora. – Dirigiu-se a Lilian.
- O que quer dizer!?
- Você se lembra do aviso que dei a seu filho na última visita, certo? Pois é, não precisei me esforçar nem um pouco para que ele pagasse pelo insulto, quer se sentar novamente antes de eu lhe informar sobre o que encontramos em seus bolsos?




E foi o que Lilian fez, sentou-se e cubriu os ouvidos como uma criança já prevendo as palavras da oficial que foram ditas no tom mais rude possível.

- MDMA*, Marijuana* e outros tipos nos quais vou poupá-la.
Lilian encolheu-se e Martha a segurou, pousou a mão em seu outro em sinal de consolo. Não a conhecia o suficiente, mas poderia imaginar o quão desastroso seria receber uma notícia como essas, mas no caso de Lilian era ainda pior, era tudo que mais temia.

(MDMAmais conhecida por ecstasy, é uma droga moderna sintetizada (feita em laboratório), neurotóxicacujo efeito na fisiologia humana é a euforia, sensação de bem-estar, alterações da percepção sensorial do consumidor e grande perda de líquidos, pertencente a família das anfetaminas. Muitas vezes o conteúdo dos comprimidos é retirado das cápsulas, sendo misturado a a cafeína, amido, detergentes e outras drogas | Marijuana: Erva de Cânabis, mais conhecido como maconha. )




- E eu ainda não terminei, senhora. Perdoe-me, mas é necessário que um responsável esteja ciente. Simon confessou ter quebrado uma garrafa de vidro na testa do rapaz que foi mandado para o hospital assim que chegamos ao local. Isso também pode gerar alguns grandes problemas pra ele.
Lilian esperou por mais antes de começar a despejar algumas lágrimas maternas inevitáveis, por sua sorte – se é que é permitido utilizar esta palavra – não havia mais nada por enquanto.


A mãe que faltava, já estava no setor das celas. Seu caso era especial, conversou com a oficial e contou o que havia lhe ocorrido naquela noite e, por isso, pode entrar primeiro.

- Mãe, não precisa chorar! Olha, isso não passa de um engano, eu só estava ajudando a vadi-... a Kitty, lembra dela? – Ingrid desesperou-se ao ver uma lágrima escorrer no rosto de Carmen.


- Porque você nunca está comigo quando preciso de você, Ingrid?
- Do que você está falando, mãe? Você desapareceu por dias! Eu estive em casa a sua espera, mas nunca conseguia te encontrar...
- Eu só te peço para mudar suas companhias, antes que seja tarde... Eles acharam o seu irmão, Ingrid.



- Mesmo? E ele está bem? Onde ele estava? Vou dar uma surra nele por te preocupar quando sair daqui, mãe... Por favor, não chora, vai.
- Ingrid, eu não tenho mais o Aron... – A frase de Carmen saiu falha no fim, não conseguiu a completar por conta de um soluço de choro que envolveu sua garganta a fazendo levar uma das mãos ao rosto. Algo estava muito errado ali.  



Depois de pensar um pouco, não foi difícil deduzir. Aron vivia a roubar joias e dinheiro da família para pagar as dívidas que comentava brevemente entre uma discussão e outra. Pessoas no “ramo” em que Aron estava não podem manter dívidas por muito tempo ou acabavam mortas em algum canto escuro de Bridgeport.  Considerando-se suas companhias – como os que bateram em Simon por vingança – poderia esperar por isso. 


Simon e Chaaz ouviram toda a conversa, uma fina parede os dividia por gênero até que as situações criminais fossem normalizadas. Muitas coisas ruins aconteceram naquela noite, mas nada chegava perto do disso, sentiram-se mal o suficiente para perderem a voz, nada foi dito e nem poderia ser.


 Carmen deu as costas para Ingrid, muitas burocracias precisam ser resolvidas e não havia tempo suficiente e nem meios para tirá-la dali antes do amanhecer, como foi ditado pela oficial. Estava em seu limite.


- Mãe... Mãe! – Ingrid começou a perceber que seria deixada ali sem mais notícias e incapaz de consolá-la. Correu até o seu limite na cela, estendendo a mão em vão. – Não me deixa aqui! Mãe!


- Só podem estar de brincadeira... – Ingrid não encontrou mais forças para chamá-la e ao escutar o baque da porta do corredor, perdeu as forças para se manter de pé.
- Ei In, nós estamos aqui, ok? Você não está sozinha, garota. – A voz de Simon era hesitante do outro lado da parede, mas ele precisava lembrá-la de que estavam ali.



Ela se levantou com algum esforço e encontrou Simon debruçado na última barra de ferro de sua cela, Chaaz olhava preocupado, esperando ansioso pelas reações de Ingrid, estava mais apavorado do que a mesma. Estendeu a mão e tocou a de Simon em sinal de gratidão. Não pelo o que foi dito e sim por estarem ali de alguma forma quando mais precisou. Passaram um bom tempo em silêncio - nenhum tipo de diálogo seria produtivo – Ingrid estava cansada e sua cabeça latejada por ter recebido informações demais.







Depois de alguns longos minutos em que, finalmente, conseguiu derramar as lágrimas presas pelo susto, adormeceu vencida pelo dia problemático. Simon segurou sua mão com dificuldade até que isso acontecesse, mas alguns segundos antes de realmente pegar no sono, Ingrid recuou esta mão sem explicações.





Chaaz logo abriria um buraco no chão da cela, de tanto andar em círculos. Queria dizer tantas coisas que não saíam nem por decreto. Levou as mãos à cabeça e bagunçou o próprio cabelo, demonstrando pleno desespero.

- Simon... – Ao menos conseguiu chamá-lo.


Simon não respondeu, apenas dedicou seu olhar para trás, aguardando o seguimento das falas emboladas de Chaaz.

- Olha, cara... Sinceramente, porque você fez aquilo? – Conseguiu.
- Dizer que fui eu que quebrei a garrafa na cabeça daquele desgraçado? Porque eu quero o mérito por isso, foi algo bem legal.
- Falo sério, Simon...
- Eu tenho os meus motivos e você não precisa saber deles. Agora fica na sua, ok? – Simon confessou o pseudo crime por Chaaz quando percebeu que sua situação era bem mais grave do que dos outros, sabia muito bem o que carregava no bolso. Algo a mais, algo a menos não faria diferença nenhuma no fim. Considerou também o fato de Chaaz ter feito o que fez para tirar Rupert de cima dele, talvez fosse um ato gratidão.



- Mais que merda, Simon... Você é o único amigo que eu tenho.
- Eu sei. Boa sorte pra encontrar outro. – No fundo Simon estava era torturando Chaaz pelo o que fez com Kitty, havia o perdoado assim que saiu de sua casa naquele dia.


- Sério, cara. Desculpa... Já estou ficando cansado de pedir desculpas.
- Não.
- Ah... – Suspirou.


- Você é um filho da puta, Chaaz. Como você acha que me sinto quando imagino certas coisas? Até vontade de vomitar eu já tive... É nojento pra caralho, sabe por quê?
- Por quê?
- Por que você é uma merda de um irmão pra mim e ela é minha, sei lá... Ex mulher.  – Era a primeira vez que admitia Kitty como sua “ex”. O excesso de palavrões era uma forma de tornar o diálogo menos afetivo.



- Isso quer dizer que você me desculpou?

- Não, Chaaz... Isso quer dizer que eu vou precisar muito de vocês dois esses dias e não posso estar sem falar com vocês. Mas quando eu sair daqui vou voltar a não falar com você.

- Ah! Já é meio caminho andado, não?
- É... Pode ser. Eu nunca vou te perdoar, mas isso não quer dizer que não quero mais ver essa tua cara de esquilo. – Simon finalizou a conversa batendo a mão algumas vezes no ombro de Chaaz, que até havia se esquecido de que estava em uma cela. Sua amizade com Simon era realmente muito importante, se eles se conhecessem hoje não seriam amigos, eram muito diferentes e havia um abismo nos níveis de socialização. Chaaz o admirava de várias formas por tudo que o ensinou sobre mulheres desde cedo... Era uma pena isso ter se voltado contra o próprio, assim que Chaaz dormiu com Kitty, mas era algo a superar.


Depois de alguns outros comentários sobre o ato quase heroico de Chaaz, Simon voltou a ficar pensativo o suficiente para responder todas as perguntas com “aham” e este desistiu de tagarelar. Acomodou-se no banco de madeira quase medieval que encontrou ali, mais fedido do que todos os vômitos de uma festa juntos, e adormeceu também vencido pelo cansaço mental.






Nem se levasse – ironicamente dizendo – uma garrafada na cabeça, Simon dormiria. Estava agarrado as grades, matutando todos os tipos de planos para o que estava por vir, mas tudo acabava parecendo cena de filme ou seriado, foi assim que desistiu. 


Simon ouviu um ruído vindo do final do corredor, que o fez apertar as barras de ferro de susto e ansiedade. Por mais que Kitty estivesse em estado crítico, digno de dó, ele sentiu um perfume que quase o fez cavar um buraco no chão e fugir.




Fitaram-se mudos por não encontrarem palavras capazes de romper o clima denso do corredor. Simon não mudou sua posição, apenas mudou o foco do olhar inevitavelmente para o de Kitty, que estava focado no chão, talvez por vergonha de si mesma.
Simon se perguntava o motivo de Kitty estar ali, se era permitido, o que havia sido decidido em relação a ele, quando poderia vê-la novamente e como reagiria caso algo fosse questionado.


Mesmo que estivessem um pouco bambas, conseguiu mover suas pernas até as barras onde, exposta a luz, revelou o rosto que denunciava o quanto chorou antes de entrar ali. Sua maquiagem havia cursado a o caminho das lágrimas que secaram em seu rosto, mas estava calma agora a ponto de tocar a mão de Simon que se enrijeceu juntamente a todas as outras articulações de seu corpo. Era incrível vê-la finalmente rendida.


Em um movimento rápido, súbito e quase bruto, ela a segurou pelo pulso. Poderia ser condenado a perpétua naquela cela, desde que pudesse a segurar ali para sempre, dentro de seu campo de vista. Kitty assustou-se brevemente e decidiu esperar pela continuação da ação estranha.


Foi então que largou seu pulso somente por alguns segundos, para que pudesse agora trazê-la para mais perto das barras que os separavam, segurando-a pelo maxilar no qual tocava com certa leveza. Ela não reagiu negativamente, o que o impulsionou a realmente puxá-la para si. Segundos que parecem séculos por vários motivos



Kitty fechou os olhos antes mesmo de tocar os lábios de Simon, tentando conter lágrimas que insistiam em vir novamente por pena de si mesma e dele, que mesmo depois de tudo, ainda ansiava em beija-la da forma mais sincera possível, percebeu isso ao sentir que sua mão, agora apoiada na grade, estava trêmula.


O beijo não durou muito tempo, descolaram os lábios e colaram novamente duas ou três vezes. Era superficial, pois malditas barras de ferro impediam seus rostos de ficarem próximos. Longas voltas, problemas de sobra, pessoas feridas e outros pesares causados por um término de namoro. Enquanto puderam não voltaram, mas agora que não podem parecem querer. Nada fora do normal, aquela velha história de que só se dá valor a algo quando se perde, apesar de Simon nunca ter deixado de ansiar por Kitty. Pelo menos não foi preciso dizer nada, a gratidão de Kitty e a redenção de Simon estavam explícitos. 

(FIM DA TEMPORADA)
-
Oi pessoal! Pois é, chegamos ao fim da primeira temporada (Ufa!). Quero agradecer por todos os comentários e visitas, sem eles eu já jamais conseguiria prosseguir com a história. Muito obrigada mesmo! ♥
E aí? Depois disso tudo quem é o seu favorito? O que espera pra segunda temporada?
Conte-me tudo, não esconda-me nada! :D





46 comentários:

  1. FIRSSSSSSSSSSSSST! Pfvr, pela primeira vez HUAHUAHUA pelo menos isso Q O chará sempre roubava D:
    Mama, só pelas fotos que dei uma olhada, tá perfeito! Vou ler e volto a comentar, hn? *¬*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, realmente, não sei por onde começar. Esse capítulo superou minhas expectativas e sambou! Quero lhe desejar parabéns, mama. Ficou realmente perfeito esse capítulo!
      Como é o season finalle, eu quero fazer um comentário grande, MIMDEIXA.

      Vou começando pela Kitts, d1v4, e sem maquiagem, continua linda! Não sei se já te contei, mas tenho uma forte atração por essa linda bonequinha de porcelana. Ela tem um ar sedutor, um ar de bitch, que seduz qualquer um. Te entendo, Simon! Q

      Sobre o Peter, achei ele REALMENTE parecido com ela, se parecem mesmo... Mas uma coisa que eu tenho curiosidade e não sei se tu comentou em algum episódio... O que aconteceu com a mãe dela? E porque o Peter não foi á cadeia? >.<

      A Ingrid, achei - e ainda acho -, que ela só tem ciúmes da Kitts por a Kitts ter o Simon e ela não. Acho que ela ama ele e não adimite. lixa/

      Pfvr, Chaaz punheteiro UAHHUAHUAHUAHUAHUA morto/
      Kitts é tão boa no secsu (q) que deixou de excitá-lo com porns. pfvr né Kitts Q HUAHUAHUAHUA

      E o Simone nessa foto? http://1.bp.blogspot.com/--ci7DCsYa74/UCOerhounWI/AAAAAAAABeQ/M-l-b3ieLPA/s640/Screenshot-3920.png
      UAHHAUHUAHUAHUA PFVR MORTO/ Le Simon posando para as camerax HUAHUAHUAHU
      E finalmente descobrimos o que era aquela pose, hn? Pfvr, drogado! Helena, juro, pela minha vida, vou te encontrar, nem que seja no inferno, sua put#! Tudo culpa sua, peituda! ÇSK~ÇDKAÇKSD~Çl /N

      Então, a MINHA Kitts ficou linda com aquele chapéuzinho, aw :3
      E o Simon e o Chaaz? Cheguem de briga, vocês dois, poxa ): Fico sad com isso! HUAHUAUHAUH
      Run, e a Barbie? Sempre fazendo em merda, com esses amigos aí. Sério, fiquei com uma raiva dos dois. Esse homem, o Brad, É UM FILHO DA PUT#!!!!! QUEM DEIXOU ENCOSTAR NA KITTS? Drogado, lixa/ E essa Horona, outra put#. lixa/

      Mais aí, entra o trio ternura ~what?????? AHUAHUHUA~ e faz a festa, uhul \o/
      Simon, apanhando de novo? PORRA!
      Ingrid, sempre com papas na língua! *-* AUHAHUHAU
      E Chaaz... Tadinho ): HUAHUAHUA

      Simon apanha, e Chaaz vira herói. amosou.
      E agora, eles sairão da cadeira? Conseguirão superar? OMG Season II, vemnimim HUAHUAHUAHUAHU o///

      E esse beijo no final? Sabia, pfvr. Lindos e meus, quero ver cenas mais picantes na próxima att, hein, mama? Será a mesma ordem de novo?

      Enfim, parabéns mesmo, amei tudo, todas as fotos, sua escrita - diva -, suas fotos - divas -, e esses seus sims - TODOS PERFEITOS E DIVOS, ATÉ FIGURANTES!!!!!!! - MARAVILHOSOS! Pfvr, mama, tu já sabe e repito, sou teu fã numero um, pfvr, tudo perfeito. As músicas são lindas tbm *¬*

      Enfim, espero que goste do comentário AHUHAUUAH E AH... First de novo \o/ UHAHUAU

      Beijos, ♥

      Excluir
    2. AEEE, fez o first, baby 8D
      HUIAAUIHAIUHAIUHAIU Math perdeu essa. Se bem que ele anda meio sumido daqui u-u Espero que ele leia esta indireta. ♥ HUIAHUIAH *podre*


      Você sempre amável né, bb? Muito obrigada por ansiar pela história dessa forma, me motiva muito a escrever.

      Kitty fica com m ar mais sensual quando está sem maquiagem, gosto dela assim também!
      Te entendo, Simon +1 |D

      Sério que achou ele parecido? Que bom! Como os meus Sims são atores, ele não é o real pai da Kitts no jogo, haha, mas tentei fazê-lo parecido.

      Será que a In gosta mesmo do Simon? :T

      UIAHAUIHA Achei que ninguém ia entender que ele tava fazendo isso na frente do pc, que bom que ficou claro. >D
      Profissional do seqsu.

      UIAHAUIH Eu ri uns 10 minutos lendo seu comentário porque ouve um erro de digitação e tu escreveu "Simone" no lugar de "Simon", agora eu só chamo ele de Simone!
      Pois é, era um pose pesada afinal, e pensar que houve tantos palpites como "Simon tirando feijão do dente" HUIAHUIAH

      Anw, eles já pararam de brigar POR ENQUANTO. HAAUIAHIUAHUH
      Calma, bb! Ele terá o que merece.


      HDUISAHUIH "Trio ternura", eu ri!

      Ahn, já era de se esperar que a Kitts se rendesse ao amor do Simon uma hora. Mas agora eles estão bem encrencados, né? :S

      Obrigada, amor!
      Os figurantes são Sims conhecidos ou que vão ficar conhecidos HUIAHUIAH Até a Olívia de Veneficae - história da Rose - tá ai |D

      beijos!

      Excluir
    3. Fiz 8) UAHUHAHUAHU
      Mandei a indireta pra ele lixa/ UAHHUAHU

      Eu também ri muito depois que vi que eu botei Simone HUAHUAHUAHUAHU. Pfvr, agora o Simon perdeu a macheza AHUHUAUAHHUA QQ

      Excluir
  2. O H M Y F U C K I N G O D, pera, deixa eu para de hiperventilar para poder fazer um comentário decente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pfvr, já começa fodasticamente foda apresentendo o Titio Peter - que está muito bem para idade, assim, só citando HUAHUAHUAHU'
      HUAHUHUHUAHUA' morri aqui com Kitty Cat ... Alice, você me fez aguar agora por um Kit Kat - eu já tinha me esquecido desse meu vicio, sei lá, por algumas horas ? G.G
      Mano, meu coração ficou mais vazio do que a parede do quarto da Kitts vendo eles se distanciar. É ruim ve-los distantes.
      E Kitts, não ignora o garoto, nunca se sabe se essas SMS que ele te mandou pode ser as ultimas - humor negro .. já parei boneco, keep calm.
      HUAHUHAUUHAHUAUUHA' ai Lord, eu ri com o Simon navengando por um RT da vida aí ... e pera, cê acha que se ferrou querido ? eu tenho certeza ;;/
      " Talvez eu até me acostume. " tá de palhaçada né Simon ?! acho bom você soltar um "pegadinha do malandro, yeah yeah glu glu " .. nem ouse se acostumar a ficar longe deles - até da Ave fura olho que vai virar assado com farofa daqui a pouco.
      Pfvr, Houdini, Zoey e Olivia fazendo figuração ♥ ... quanto que tá para fazer figuração ? ah, não importa. Eu até pagaria para fazer figuração em SICK *-* HUAHUHUAHUA'
      Ouch Ingrid, acabou com uma parte da diversão da noite. Não estamos acostumados a ver Simon apanhar, você podia ter deixado ele dar umas porradas no Chester para fazer a alegria da negada - ou talvez a minha UHAUHHUAHU'
      GENT, Rupert fazendo sua primeira apararição lindamente. Com cara amarrada e essa blusa aí deixando a tattoo a amostra /baba
      KITTS, KITTS ... mulher, você nessa companhia tensa e ainda provoca com sarcasmo, mulherrrr - olha quem fala, sou sempre sarcastica. Mas eu não tenho sido ameaça por dois dorgados, então - mas eu ri aqui UHAUHAHUAHU'
      E a cara dela revirando os olhos, EPICA UHHAUHAUHAHUAHU'
      EPA EPA, acabou a palhaçada ~leemoticonbarraqueiro ... garoto de comercial de pó de arroz, como ousa tocar na Kitts ? tá pedindo para morrer né ? ... Simon, Rupert, dia do "acerte o gotico". Desce a porrada nele UHHUAHUAHUAHU'
      Pfrv Chester se mecheu para fazer algo que não seja comer a ~ex~ do melhor amigo, PARTY ... ainda bem que um ser acreditou no Bruno amem1 HUAHUUHAHUAHU'
      E a foto do Rupert chegando e vendo Kitts naquela situação, LORD cortou meu coração. Sério, snif ...
      OK, essa cara aí pode um puto mas ele tem humor, admito .. e eu dancei aqui quando Ingrid apareceu toda boladona colocando moral na Honora, mostra quem manda mana HUAHUHUAHU'
      Simon, Simon entendo que você tava querendo uma minuscula desculpa para bater no Rupert, mas o mal comido da história é de touca, çocorr

      Excluir
  3. Tomara que Rupert quando se recuperar - porque isso TEM QUE acontecer dona Alice - se vingue dessa dupla aí, estou aguando por ve-los apanhar HUAUHAHUAHU'
    Essa cena da porrada, me doeu. Não gosto de ver meu Simon apanhando .. mas também não gosto de ver o boneco tendo os pensamentos arejados /deprimida
    Só para depois eu vomitar arco iris, unicornios, filhotes e poneis com a cena de Kittmon na cadeia *-* .. cê sabe que espero por isso desde o primeiro capitulo de SICK. Sou Kittmon desde sempre, yeah
    E pfvr, mano tia Martha é a diva. Ela chegando perguntando do bebe e com o roupão de coelho, EPICO AHUHUAHUAHUAHU'
    E essa sargenta aí, hunf, essa raiva toda do Simon e tesão encubado por ele, tô te sacando delegada u.u
    Mano, eu não gostava do Aron - obvio - MAS foi um baita choque saber que ele morreu. Gent, não deixarei meus Sims sairem depois de anoitecer mais em Brigdeport, que cidade perigosa .. tudo bem que ele foi se meter com quem não devia né ;;/
    Ave, você mereceu esse gelo do Simon, na verdade você merece ter suas partes congeladas em plena Antartica para tomar um jeito HUAHUAHUA'
    AI, tenho que comentar de novo : KITTMON *-* HUAHUHAUAHU'
    Meu favorito ? hnn, posso escolher um não. É um trio : Simon, Rupert malandro das tretas, e Kitts .. o que espero para a segunda temporada : KITTMON - só penso em Kittmon, yeah ♥

    E a cada capitulo de SICK eu penso " OMG, impossivel ela se superar mais. Tão foda " e você vem e samba na minha cara. Gent, você se supera cada vez mais ... ADIOS BITCHES HAHHAHUHAU'

    PS: tive que por em dois comentários porque atingiu o limite O.O UAHHUAHUAHUA' .. gent, acho que exagerei no tamanho do comentário Alice. Sorry.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro quando leio um "OMFG" logo após postar, fico imaginando se é algo bom ou ruim 8DD HAUIUAIHAUIHA

      Gostou do tio Peter bombadão? HUIAAUIH Rose sempre gama nos coroa!

      Own, mas nesse capítulo eles foram obrigados a se unir novamente.
      HAIUHAUIHA SABIA que você ia comentar algo do Kit Cat, vou fazer uma montagem de um chocolate com o cabelo da Kitty -nnn

      HUDSHDIAUSHD Coitado do boneco.
      "Tá de palhaçada né, Simon?" HUIAHAUIHAIUHA Sempre me mato de rir dos seus comentários. Sempre fica hardcore ♥
      E seu ódio pela Ave me diverte também HUIAHAIUH Ave HUAIHAUIHA

      Pois é, mas pobre Ave, seria reduzido as cinzas se o Simon pegasse ele de porrada. ):

      Rupert mostrando o peitoral, seqsi.
      Não tem jeito com essa Kitty, ela não resiste em ser chata provocando os maloqueiros HAUIHAUHAUIAH tipo eu. q
      comercial de pó de arroz HUAAAAAAAIUHAUIAHUAH
      GENT, eu perco o ar lendo seus comentários HUIAHIAH o Bruno - real - está aqui do meu lado testemunhando os risos.
      Vish, quando a Ingrid chega a parada fica tensa, ôh mulé barraqueira. UIAHUIAH

      Ele vai melhorar, já adianto, Pobre boneca.
      E sim, eu sei que você ama Kittmon, por isso eu lembrei de ti quando tava fazendo essas poses HUIAHUAIH Tudo que eu pensava era "Meo, eu quero mostrar isso pra Rose" HUAIHAUIH

      Não deixe, Bridgeport é um lugar ~~perigoso~~, cheio de vampiros e UIAAUIH não pera, isso é DRINKME. q

      Muuito obrigada, amor <3
      Fico muito feliz em ver que realmente gosta, você sabe.
      Beijos ♥

      Excluir
  4. Lice, não tô muito bem para fazer um comentário grande hoje, sorry. ;/

    OMFG... OMFG. Mas quando tu nasceu a perfeição deve te escolhido com louvor, hein Lice?! *--*
    Pfvr, TUDO perfeito novamente, tudo! *-----* As fotos, edição, poses, sims, escrita... tudo perfeito! *0*
    Sério, parabéns, Lice. ♥ Deve ser muito trabalho fazer tudo isso, tá de parabéns por todo o trabalho que enfrenta e faz tudo com perfeição. *clap clap clap...*
    "Kitty Cat", eu juro que sabia que a Rose ia comentar sobre isso. ASHUIAHUIAHUIA
    E eu não posso deixar de comentar: Eu AMO a Kitts com esse cabelo desarrumado, acho tão fofinha. *-*

    MUITO ansioso para a Season 2, vai ser muito foda (e eu nem preciso de meus dons de Oráculo para prever isso). *O*
    E, ah, meu personagem preferido com certeza é o Chaaz, me identifico muito com ele.

    Beijos, Lice. Toda a sorte do mundo com a Season 2. ♥

    P.S: Poderíamos fazer um Hang antes que você volte as aulas, não acha? Ai se você puder, marca lá no FB de DM. *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E esqueci de comentar: Lá na festa, tinha uma figurante de cabelos azuis, era a Olívia? *--*

      Excluir
    2. MUUU! Que bom que veio *-*
      E pera... Como assim mal? ._.
      Não fique. *hug*
      Não gosto de te ver triste, você é sempre tão animado...

      DSAHDAUHSDAISUDH <3
      Muito obrigada, Mu. Eu me esfoço e me sinto até fadigada depois de fazer um capítulo, mas compensa MUITO quando leio uns comentários desses... Oh Lord D:

      Também sabia que a Rose ia se afetar com o Kitty Cat HUAHAUIAHIUAHIUAH Essa mulher viciada u_u

      Espero que seja mesmo, ela será uma finalização, ou seja, um pouco mais tranquila...

      Obrigada, seu lindo. Boa sorte na sua história também ♥

      farei um hang, muita saudade de vocês.

      E sim, era a Olivia mesmo 8D me deixem, eu amo essa mulher. HUIAHIUAHIAUH

      Excluir
    3. Pfvr, sou seu fardo, logo que estaria aqui. u3u ♥
      Bem... acho que estou com, sei lá, depressão. .-. Depressão gerada por raiva, ciúmes, decepções, tristezas... ;_;
      Minha alegria é apenas um sentimento que uso para esconder o que há por dentro. /FilosofeiTristemente

      Por nada, Lice. ♥ Deve ser muito trabalho mesmo produzir tudo isso. e_e Pfvr, para falar como tu pode ser tão perfeita! u3u

      ASHUIAHUIAIHUIA E quem não vicia? e_e

      Pfvr, será. u3u Ah, isso é bom...

      Por nada, Lice. ♥
      Muito obrigado, tô precisando...

      EBA! *0* E nós de você. DD:

      Se quiser dividir um pedacinho dela comigo, eu aceito... ASHUIAHUIAH

      Excluir
  5. OH MEU DEUS! Estava ansiosa por esse capítulo e finalmente chegou!!
    Eu não tenho preferidos...vá os meus preferidos são o Simon e a Kitts!
    Adorei a parte do inicio com a Kitts e o pai dela,adorei a parte da luta...Chazz você tem coragem! Adorei a parte da cela,coitada da Ingrid e da mãe dela por o Aron ter morrido! Adorei o momento romântico entre Kitts e Simon...eles ficam tão queridos juntos!! Amei tudo.
    Espero que na segunda temporada a Kitts e o Simon fiquem juntos :D

    Você merece um prémio,estou ansiosa por chegar a segunda temporada :)

    Beijos! E continue sendo a MAIOR!!

    PS: Desculpe não escrever um comentário maior! Só mais uma palavra: AMEI!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey!
      Sim, demorou bastante pra sair por conta das muitas poses que tive que fazer ;;~, mas finalmente saiu. UAHAUHAUHA

      Ahn, gosta do casal principal. Também gosto bastante dos dois. ^^
      Chaaz agiu impulsivo ali, mas realmente teve coragem.
      Bom, veremos se esses dois se acertam na segunda temporada, o problema é que agora eles estão bem enrolados, principalmente o Simon que está atrás das grades. :S HAUAUAH

      Anw, muito obrigada, fofa.
      Fiquei muito feliz com seu comentário, não tem importância se é grande ou pequeno, o que me deixa feliz é ver que alguém lê e ainda gosta do que eu faço. Obrigada mesmo. Beijão!

      Excluir
  6. Pera,keep calm,não to conseguindo nem pensar em um comentário decente IAOUEIOAUEOIAUEIOA
    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAI ALICE RUFFO (FUTURA) CARRARA *---*
    Sabia que aquela peito de bexiga iria meter o Simon em roubada :'<
    A Kitty,oh god,ganhou meu perdão u.u IOAUOEIUAOIEUAIOEUA Se você me der chance -já que perdi o Simon pra vadia- me deixa ser madrasta dela? :D QUE PAI,MEU DEUS AIOUEOAIUEIOAUEOIAUEOA hot hot hot H-O-T róti kk
    Na hora que aquele putão aperto a bunda da Kitts eu fiquei com tanta dó,e aquela biscate do mercado viu a coitada leva um tapa e fico olhando? Aff se enxerga garota aoieuaoiea E O FDP DO RUPERT? SÓ PQ EU TINHA GOSTADO DA TATTO DELE!
    Enfim,xonei no Chazz sem camisa na frente do pc :> KKKKKKKKKKK e a Ingrid tadinha :(((((( perder alguém não é fácil,ainda mais o irmão ,mas já vai tarde fdp drogado IAOUEAIOEUAOEUAIOEUIOAUIEOA só fazia a tia Carmem sofrer :<<<
    CADÊ MEU BEBÊ? RAXEI KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    E raxei também no "SUA CARA DE ESQUILO" KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Ai ai ai ai ai ,nem vou falar nada dessa última cena,ta bom eu falo,quando eu estava a penúltima foto eu não aguentei e desci pra ver a outra rapidinho :B kkkkkkkkkkkkkkk juro,quando vi falei AAAAAAAANH kkkkkkkkkkkk *3*
    ALICE SÓ MAIS DUAS PALAVRAS PRA VOCÊ : QUERO MAIS!
    Preciso dizer que amei? ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HUIAHUIAH Keep calm, mrs. Guevara!
      UAIHAIHIAH Sempre suspeite de mulheres com peitos de bexiga a partir de agora :/
      Sério que você mudou seus ideiais sobre a Kitty? Gente! Pensei que isso jamais aconteceria.
      HDUIASHDIUAHDIUSAH Gente, Tio Peter conquistando gerações. Que isso!

      DSIUHIUASH Procê ver, Rupert da decepção :/
      Sim, Ingrid tá numa fase ruim agora.

      DUIASHUAISHD Tia Martha, garantindo humor em SICK desde sempre. |D

      Own que fofa ♥
      Obrigada Cah, logo postarei mais, tô louca pra ecrever :P
      Beijão!

      Excluir
  7. Tu falou lá no grupo da tg que queria comentários, então não pude evitar.
    Bom, naquele dia que tu me passou o link só li os dois primeiros capítulos e depois tive que sair. Adorei logo de cara! Sério mesmo, a história é envolvente, a escrita é ótima, as ilustrações, pqp, MARAVILHOSAS e os problemas que tu traz pros personagens são reais, o que deixa tudo bem mais imaginável (?), digamos assim.
    Adorei demais a Ingrid, a força, o orgulho, o caráter... Minha personagem favorita, so far. <3
    Apesar disso, amei DEMAIS o capítulo 3! Mais que o 2 e mais que o 1. Acho que o que me ganhou mesmo foi esse "crossover" que tu fez entre as cenas da Kitty com o Robert e o Simon apanhando. Sério, com o que tu escreveu + ilustrações passou totalmente um filme na minha cabeça, as duas situações completamente diferentes, mas ainda assim incrivelmente parecidas, mostrou a ligação entre os dois, e fiquei imaginando as cenas realmente acontecendo como num filme, naquela parte bem dramática e com uma música do Pink Floyd de fundo. E depois, ela chorando no jardim da casa do Simon, e ele só olhando pela janela... Sério, adorei mesmo!
    E sobre o 4... Que coisa mais linda é o Chazz? Nossa, to apaixonada! Ele vestido de cowboy e sofrendo com a Dona Constança! IAUHSIUAHSIHAS Depois da Ingrid, ele é o meu favorito. "Por amor às causas perdidas" ISHAIUSHAIUSH <3 Além disso, preciso dizer que amo a música country e amo coisas interioranas e amo a decoração estilo Velho Oeste do Pets. SHAISUHIAUSHUI E poxa, mais uma vez passou o filme na minha cabeça com a Kitty bêbada e falando dos olhos azuis do Chazz. Definhei quando ela disse "Eu os perdi." Sério. De verdade, mesmo. Achei bem inesperado o Chazz contar logo tão de cara pro Simon, imaginei que ele ia esconder isso pra sempre. Mas o "Ela tem um piercing" foi demais! AIUHDIAUHSIUAHSIUAHSIUHAS Ri alto!
    E "Sua realidade não era interessante de permanecer.", pronto, acabou comigo essa frase. Muito amor por essa série, oh céus!
    Finalmeeeeente o 5º...
    Poooooorra, tudo o que podia acontecer, e mais, aconteceu, hein? Li todo o capítulo com os olhos mais arregalados que os da Kitty e comendo o monitor! Preciso confessar que fiquei meio perdida no início, achei meio estranho, mas poxa vida, que capítulo! A cena final e a ansiedade pra saber do futuro do Simon na cadeia (e todo o resto)... E preciso confessar, novamente, que fiquei foi feliz do Aron ter morrido. Não gostava dele mesmo, então pronto IUSHAIUSH.
    Bom, então, agora queria falar da tua escrita. Eu, na verdade, sou péssima escrevendo, não tenho o mínimo dom e nem pratico, e o fato de eu estudar na área de exatas ajuda na minha escrita-de-bosta, então eu meio que não tenho crédito nenhum, ou argumentos ou até mesmo um português bom pra falar dos outros. Mas como eu gosto muito de ler e sou meio que perfeccionista com o fator "escrever". Abusada, sim ou claro, né. Mas então, eu já tinha lido uma parte de DRINKME e realmente tinha gostado do teu estilo e tal, mas tinham algumas coisas que meio que me incomodavam na leitura, sabe? Por exemplo, o número excessivo de "este" e "o mesmo", quando tu vai falar de alguém já mencionado. Não que esteja gramaticalmente errado ou nada disso, é só que tu realmente adorava falar isso várias vezes e tal. Mas poxa, logo no primeiro parágrafo eu já imaginei que tu começou essa história depois de DRINKME só pela escrita! Nossa, sério, pra minha leiga concepção (AIUSHIAUHSIUH) tu evoluiu demais! Fica uma leitura super confortável pq, além da história mega envolvente, a escrita ta muito boa, tu subiu uns pontinhos de habilidade, certeza (e a quantidade de "estes" ta na dosagem certa! USHAIUSH)
    Singelo comentário eterno, pode ser que um dia tu consiga ler todo! Enfim, acho que é isso mesmo. No mais, peço logo perdão se eu tiver dito alguma coisa que te deixe #chatiada. E é isso.
    No aguardo da segunda. 

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriela,
      Que "comentáriozão"! Eu disse lá na TG e é verdade, eu AMO quando recebo comentários, realmente me motiva a escrever por mais que isso se torne difícil as vezes, por conta da faculdade. Muito obrigada, viu? Fez-me sorrir aqui! :D

      Então vamos lá. Que bom que curtiu! Eu tento mostrar situações reais, em que nada seja exagerado ou absurdo, mas de uma forma que seja interessante. Assim com o em Skins, quando se lê um resumo da serie a ideia que se pega é "Nossa, só mais uma história adolescente...", mas é bem o avesso disso, de uma forma melancólica a serie envolve a quase todos que assistem. Saber que eu, humilde humana fã de The Sims, escrevo algo que surte um efeito semelhante a isso nas pessoas é de cair dura aqui! Sério mesmo. Hahahaha

      Esse capítulo - o 3, do "crossover" - foi feito com muito cuidado, não dá pra negar a minha afeição pelo Simon HAUIHAUI Eu gosto dele desde sempre e quis que o episódio fosse um dos melhores. Haha, muito bom saber que gostou *-*
      Por mais que o Chaaz seja um garoto "fail" no quesito garotas, ele anda conquistando as leitoras (e até alguns leitores)... UAHAIHAIH Como pode?
      Nossa, eu adorei esse toque country que o Pets trouxe pro jogo, precisei usar!
      HUIAHAUIHAIUHA De tudo que já escrevi/fiz, essa cena do Chaaz contando pro Simon é algo que gosto de verdade, foi muito bom escrevê-la.
      "Muito amor por essa série", eu que definhei agora, eu fico toda boba com essas coisas ;; ♥

      Sim, só tretas nesse capítulo. |D
      Hn, talvez tenha se sentido um pouco perdida por eu ter colocado cada um deles em suas casas sem citar o fato de que se passaram alguns dias desde o último capítulo. Como a serie é pequena, isso vai acontecer com frequência. Mas vou procurar explicar mais *anota*

      Então, quanto a escrita, eu também faço um curso que não influência muito na melhora dela. HUIAUIAH Moda requer alguns releases e trabalhos escritos, mas de forma acadêmica.
      Ahn! Eu realmente amo DRINKME por ter sido a minha inserção nesse universo de histórias simmers, mas eu sinto um pouco de vergonha da escrita inicial :S Era péssima!! Haha. Eu consigo enxergar uma BOA melhora - mesmo que não seja suficiente pra mim - de DM pra S.I.C.K, isso é muito ótimo, pois não escrevo essas histórias de forma profissional, é só por diversão mesmo, mas está acrescentando muitos tipos de conhecimento. :3
      Essa coisa do "mesmo" eu tenho tentando controlar! HUIAUIAHUIH eu tenho mania >< Que bom que estou conseguindo evitar então.
      Não deixa #chatiada não, querida HUIAHIAH bem pelo contrário, adoro receber comentários assim, com conteúdo. Fico #comovida 8D HUIAHUIAH
      Muito obrigada mesmo, espero vê-la por aqui mais vezes. Beijão!

      Excluir
    2. véi, tu é muito fofa comentando comentários (?), li duas vezes SIUASHUASIUH
      E o Chaaz é perfeito justamente por ser perdidão. Como eu falei, "por amor às causas perdidas" <3
      E sim, a partir de agora pretendo aparecer sempre :))

      Excluir
  8. S.I.C.K É uma das melhor série que já vi *o* dels Simon pfto *¬* vou ser sincera...não sou muito fã da kitty mais na hora que aquele fdp apertou o bumbum dela eu comecei a surtar aqui e.e AIUSHIAUSHISUH.
    Cadê o meu bebê ? ~EURIALTO parabéns pela série incrivel *.* nunca assisti skins mais já que é baseado né,deve ser muito boa ^.^ quero maaais ! fiquei que nem uma louca retardada todo dia entrando aqui,e nunca chegou ai eu ficava surtando até minha mãe me chamar a antenção u_u acompanho a série a muito tempo...mais nunca comentei,esse eu não resisti XD tive que comentar (para sua alegria) enfim parabéns ² *.* amei esse cap e todos os outros :) Aguardando a segunda temporada e.e' ficar surtando em 3...2...1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Melissa!
      Anw, que bom ler isso!
      Parece que as ações pervertidas do Brad afetou todo mundo, até quem não gosta da Kitts :S HAUIHAUIAH Muito maldito, não?

      Muito obrigada, fofa. Skins é minha série favorita, recomendo!
      AUIHAUIAHAUIH Vish, queria ter visto essa cena. |D
      Obrigada por comentar, faça isso sempre que puder, Tia Alice ama comentários q HUAHUAIHIH ♥

      Excluir
  9. Eu nunca vi uma simstory tão bem feita como a sua, e nunca senti tanta inveja. Os seus sims são tão únicos ^q^
    Amei, meu favorito é e sempre será o Chaaz rere
    fico aqui esperando o próximo capítulo ansiosamente.

    @offpost
    pf, me diz só o nome do efeito que vc está usando no seu avatar? ele é tão perfeito, confundi com topaz me desculpe >//< obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá jghost!

      Nossa, que bom ler isso. Fico realmente muito feliz. Obrigada!

      Mais um voto pelo Chaaz, ele está fazendo bastante sucesso com as garotas aqui, o que é bem irônico, hn? HUIAHAIH

      Ok, já comecei a fazê-lo, logo sai! ^^

      -
      Esse efeito do meu avatar é um tratamento de Photoshop que eu mesma fiz. Coloquei alguns tons amarelos e bastante contraste. Depois deu uma escurecida nas bordas. ^^~

      Excluir
    2. sério? que bom! e de nada, era o meu dever comentar, essa história é no minímo perfeita, fico sem palavras.

      he he, adoro muito o tipo dele, me lembra o Antai, personagem de um seinen que amo, Ooru, recomendo hein qn mas realmente ele lembra bastante o Sid.

      mal posso esperar, Alice ^o^

      Muito obrigada, suas skills de edição são muito boas, mas e esse efeito brilhante em especial? sla, não tem como explicar, é o meu sonho saber o nome dele, aqui tem um "dossiê" de imagens que eu reuni que tem um efeito parecido ou talvez o mesmo (?) são todas do TS3
      http://i949.photobucket.com/albums/ad332/KyoFetus/1-1.png

      http://i.imgur.com/0mjHO.jpg

      http://www.thesims3.com/fetchAvatar/camimh

      eu ficaria mtmtmt grata se vc pudesse dar uma olhada, é desse efeito em especial que eu estou falando.

      obrigada e me desculpe por ser inconveniente >//< e amei muito suas novas poses, são todas profissionais! ♥


      Excluir
    3. Espero vê-la por aqui sempre então, comentários me motivam muito a escrever ^^

      Então, sobre os efeitos...Nas fotos que mandou me parece iluminação do jogo mesmo com alguns tratamentos de Photoshop. Oque é muito simples. Pra dar esse efeito em prints do jogo, procure fotografar os Sims dentro de um cômodo com uma lâmpada/luz focada só neles e depois tente aplicar esse tratamento na screenshot usando o PS: http://www.mediafire.com/?0wviisguad49kpz
      Eu o fiz e guardei pra ficar fácil. Basta arrastar a camada "tratamento" pra foto que quiser. Espero que ajude! Beijão!

      Excluir
  10. Awwnn Ameei Alice
    Ah quero qe na segunda temporada sim e kitty fiquem juntos...
    Os meus favoritos Simon & Kitty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom!
      Veremos se se resolvem de uma vez na segunda temporada, né? :P

      Excluir
    2. Eh isso aê Alice Vamos veer se se resolvem de uma vez...

      Excluir
  11. Alice quando você vai publicar a segunda temporda?

    ResponderExcluir
  12. Awn Awn O simon e a Kitty u.u Juntoos Adoooro
    Coiitada da tiitiiia Carmen Sofrendo com a morte do Aron... Mas ele era mal... kakakakakakakakakakaka'--
    Alice eu só queria tte dizer qe aas suas histórias são demais... Drink-me ouuh taambém eeh perfect'
    Sóoh queero leer a segunda temporada õ.õ
    õ/õ huashuashuashuashauashuashuashuashuashuashuah....
    uiia e a Ingrid deve ficar com o Chaaz iia dar um casal mt diferente kakakakakakakakakakakakakakakakakakaaaakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakaka's

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tamiris!
      Estou tentando tirar as fotos esses dias, mas além da falta de tempo, encontrei um problema com o cabelo da Kitty HAHAHHA, ainda não decidi se vou mudá-lo ou não. Sou muito perfeccionista e devia parar com isso, mas não consigo xD

      Ingrid e Chaaz? Vish! HAHAH
      Beijo!

      Excluir
  13. Querida Alice,um ano depois de você ter atualizado e eu ter lido,eu vim comentar XD
    Essa atualização,assim como todas as outras,estava INCRÍÍÍÍÍÍÍÍÍVEEEEEEEEEEEEEEL!
    Como ousa perguntar quem é o meu personagem favorito?!Por favor,faça só um personagem divo da próxima vez e aí eu poderei escolher! XD
    Quero te parabenizar,mais uma vez você provou o quanto é boa!Não só para escrever,como para criar sims,poses(que por sinal eu adoro baixar!),editar fotos,encaixar sims nas poses,etc.É sério,você tem um DOM muito raro,é uma artista completa!
    E agora que acabou S.I.C.K,eu me pergunto,o que fazer?
    Posso cair em profunda depressão,aguardando o seu retorno em dezembro com DRINKME e esperando humildemente que você continue com S.I.C.K o mais breve possível,além de reler as suas histórias várias e várias vezes hahaha!
    Mas há sempre uma luz no fim do túnel,e a minha,graças a você,é assistir Skins!Claro que só estou no comecinho da primeira temporada,me interessei depois de assistir um pedaço de uma das mais recentes XD mas claro,eu só me interessei porque você disse o quanto gostava e eu queria ver se era tão legal assim,adivinha só?EU ADOREI!! ahduashudhasudhasdhuas é muito legal e todo mundo é lindo e glamuroso! XD
    Aliás,você deveria traduzir S.I.C.K pro inglês e mandar pros produtores,com certeza sairia uma temporada muito boa!
    Hey,olhando agora,o Chazz me lembra um pouco o Sid,tem algo a ver?!
    Nunca se esqueça que você é incrível e muito boa no que faz,não deixe seus fãs sem notícias viu?!;-;
    E não se preocupe com a pessoa que está se passando por você,tudo vai se resolver,ninguém conseguirá alcançar o seu nível de diva!haushduashdasuhas
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabi, minha querida! Eu só fui ver o seu comentário SÉCULOS depois! Desculpa, eu ando tão atolada de trabalhos que só passo no blog de vez em quando e acabei não respondendo seu comentário.
      Mas saiba que cada uma das suas palavras me incentivam muito a continuar escrevendo ♥ Fico muito feliz quando leio um comentário seu, queridona!

      Excluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Alice please give a link to Simon's hairstyle)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sorry Christina, I can't find this hair again
      I'll keep looking for you and post here after, ok?

      Excluir
    2. okay Alice) When continuation of your story?
      has been more than a month (I look forward to

      Excluir
    3. I really can't find this hair, haha. Must to coming with a Sim or something like that, so sorry Cristina T_T
      This month! I was in hiatus cause i'm studying a lot for the university, but now the exams are over! Finally.
      The first capther will be posted this week.
      If I find this hair in some place I'll leave the link for you, haha.

      Excluir
  16. Li e simplesmente me apaixonei por cada personagem, claro, mais pela Kitty. Assim como Drink Me, S.I.C.K é ótima e prende a atenção, fiquei fã do teu trabalho, mesmo UHSIUAHSIUHS To ansiosa pela segunda temporada, ansiosíssima na verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey!
      Que ótimo ler isso, muito obrigada por ler meu trabalho, querida. Espero que a próxima temporada a agrade também!

      Excluir
  17. QUEERO A SEGUNDA TEMPORADA! #CHATEADA! olha eu acho a kittys a super diva que foi largada no estacionamento :p ameei conhecer a Ingrid ela é muiito loka e decidida' o simon é um l.i.n.d.o e o chazz é pervetido' pra mim não tem preferido! todos tem aquele gosto de QUEERO MAIIS! e como sempre digo: "MALDITAS DOORGASSS" tudo culpa delas¬¬ Tô na duvida aqui' o simon vai ser liberado que nem os outros ou ele ficará mais tempo lá??? OOOOOTIIMAS HISTÓRIIIAS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heeey! Desculpa a demora pra responder, fazia tempo que eu não postava e recebia comentários :P UAIHAUIH
      Não fique chateada, a segunda temporada já está em processo! |o|
      Logo, logo eu posto o primeiro capítulo (Ingrid), daí descobriremos se o Simon vai ficar no xadrez ou não HAIHUAUIHAIUAH tadinho :T

      Beijão, obrigada!

      Excluir
  18. MEL DELSS *---*
    Quem me dera ter um pai desses !! rs
    Lindo , tudo perfeito (óbvio) como sempre :)
    Barracos armados , Ingrid sua danadinha SAUSHAUS , tá parei
    OMFG , que incrível !! Confesso que me apaixonei pelo roupão de coelhos e que quero um pra mim na vida real , ui , depois dessa declaração queima-filme mando um grande bj e muitas energias positivas pras suas continuações ! fui ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OMG, nunca pensei que ia ler isso xD HAHUAIHA Mas o Peter é um coroa ajeitado mesmo.
      Tudo pronto pra mais e mais confusões na segunda temporada, né? Assim que é bom UIHUIHAUIHA
      Ah, eu também usaria um roupão de coelhos... Mas não na delegacia HUAIHAIAUAUIH

      Muito obrigada, beijos!

      Excluir
  19. PERA1, mindeixa recuperar o fôlego depois desse Everyone, PLMDDS u_u POSAKSPOASKPOKA' Quando vi o Peter entrando na cena, pensei "OMFG, a Kitty tá pegando um coroa?", mas depois que li que ele era o pai dela, rs... qq Achei tão fofa a cena dos dois ;_; Mais uma das cenas emocionantes do episódio, por que olha...

    MORRI/ com o detalhe do lenço quando o Chaaz tava vendo PORN no notebook EUHAEHAHUEE' VISH, Simon curtindo um momento 4:20 LOL' sei que ele tem essa postura bad boy, mas não esperava isso dele u_u espero que na segunda temporada ele volte desintoxicado [ah tá NNN] Porra, véi, tava esperando a Ingrid enfiar a mão na cara daquela vagabunds, Honora. Ia ser tão lindo uma briga de puxão de cabelo, piercings e pans 8D MIDEIXI sociedade, briga de mulher é sempre interessante, não tem como qq Na verdade, eu não sei se eu queria que a Honora apanhasse ou aquela vaca do supermercado u_u povo inútil esse, tsccc q

    E claro, fechou a temporada com chave de ouro com esse momento Sitty [Simon + Kitty POSAKSPAOSKOKA' sou podre, eu sei x_x dona Rose Alves é melhor em fazer esse tipo de abreviação que eu ♥] EITA SE ESSA GRADE NÃO TIVESSE AE, MANOLO ;;;; apenas fazendo o deserto aqui por que sou discreto, hn? -sqn

    Enfim, tava devendo há tempos esse comentário, mas minha internet tá de p0t4r14 aqui até pra abrir o Facebook >< aproveitei que ela deu uma trégua e vim aqui :333 pra antigo rei do First, tô uma bosta, pois é/

    Bjos, Ally ♥

    ResponderExcluir